Uma das delícias de uma cidade grande é a constante dinâmica existente: sempre tem algo acontecendo. No caso de restaurantes, tem sempre uma novidade surgindo. Honolulu não é diferente: de uns dois anos para cá, uma série de bons restaurantes abriram – e muitos já caíram no gosto da galera. Apesar de tudo, muita gente não associa Havaí a turismo gastronômico, o que é quase um pecado viajante, dada a enorme quantidade de chefs badalados com restaurantes estreladíssimos por aqui.

Comida-de-luau

Para lembrar a todos que, não só o Havaí é um ótimo destino gastronômico, como está entre os destinos prediletos de quem está atrás das últimas tendências culinárias, decidi fazer esta lista, com os “novos restaurantes” que estão fazendo o maior sucesso atualmente. Meu conceito de “novo” é beeem elástico: aberto nos último três anos ou menos – ou seja, nem tão novo assim. Mas, dada a qualidade da comida e/ou do ambiente, espero que eles durem muitas décadas!!!

Interessantemente, a maior parte desta nova leva está no Chinatown Art District, que vem cada vez mais se firmando como o melhor destino gastronômico de Honolulu.  #FicaDica

E claro, como toda boa lista, tem uma grande falha já de começo: o monte de restaurantes novos que ainda não provei e que portanto não posso adicionar à minha lista pessoal: o Grondin (cozinha francesa-latina em Chinatown), o Monkeypod Kitchen (conceito farm-to-table, fica em Ko’Olina; requer reserva), o Bills (café da manhã estilo australiano em Waikiki), o Mission (conceito farm-to-table, fica dentro do Mission Museum, no downtown), o MW (cozinha havaiana fusion), o Torae Torae (japonês estilo izakaya)… a lista para provar ainda é MUITO longa. Ainda bem! 😀

Mas vamos lá, aos meus 8 restaurantes prediletos da nova safra de Honolulu – so far!

Restaurantes - Kanzanam
Interior do Kan Zaman.

8. Kan Zaman – Restaurante marroquino/libanês, com uma entrada modesta e um pátio nos fundos bem agradável. O babaganoush deles é de chorar de tão delicioso! O tajine e o kebab também valem a pena. Às quartas, tem um showzinho de dança do ventre no jantar, é divertido. Endereço: 1028 Nuuanu Ave, Chinatown.

7. 678 Hawaii – Coreano raiz, estilo yakiniku – ou seja, você faz seu churrasquinho na mesa. O dono é uma celebridade humorística coreana, e é o lugar onde os coreanos vão – ou seja, aprovado por quem entende. E, na qualidade de ex-moradora de Seul, me senti de volta à cidade no restaurante. Confesso que não sou muito fã de comida coreana, mas com uma atmosfera excelente e pratos tão autênticos, dá até gosto comer! O mais legal: ao redor da grelha do churrasco, tem um “fosso” onde eles põem o ovo pra cozinhar. Fica uma delícia! Endereço: 1726 Kapiolani Blvd, em frente ao Hawaii Convention Center.

6. Ethiopian Love Restaurant – É o primeiro restaurante etíope da cidade. Antes ficava na região de Kapahulu; recentemente se mudou de mala e cuia para o foodie downtown. O serviço é devagar-quase-parando, mas a comida compensa muito a espera – as sambussas são uma delícia! Curti muito também o pão típico, injera, com tibs de carne e um purê de alho com tumérico. Endereço: 1112 Smith St, Chinatown.

5. Búho Cocina y Cantina – Restaurante mexicano no coração de Waikiki (fica em cima da Victoria’s Secret). O ambiente é de happy hour, com mesas numa varanda enorme. No comando do bar há um mixologista, portanto os drinks são uma atração à parte. As quesadillas e tacos misturam ingredientes não-mexicanos, e no final fica tudo muito bom! Amo ceviche, então é meio suspeito eu dizer que o ceviche deles é sensacional – porque pra mim, só por ser ceviche (limão!!) já é sensacional. 😀  Endereço: 2250 Kalakaua Ave., Waikiki.

[ATUALIZAÇÃO EM 2016: O Búho caiu demais de qualidade nos últimos anos. Des-recomendo com força.]

4. Highway Inn – Comida havaiana de verdade, tradicional, sem firulas nem turistices. A marca Highway Inn é antiguérrima (desde 1947!), mas o restaurante novo deles no bairro de Kaka’ako é sem dúvida um caso à parte de maravilha. Trabalho ali perto, então de vez em quando vou lá almoçar – e me sinto indo a um luau tradicional com a comida deles. Meus pratos prediletos: o chips de ‘uala com qualquer molho, o akule frito (peixe tipo peroá, super-comum aqui no Havaí), a salada de tako (polvo) e o limu poke. As muitas variedades de loco moco que o Highway Inn oferece fazem sucesso no café da manhã. Endereço: 680 Ala Moana Blvd., Kaka’ako.

3. Lucky Belly – É comum se dizer aqui no Havaí que cada dia da semana você pode comer um tipo de sopa de macarrão diferente, cozido em diversos estilos. Ramen, saimin (o típico do Havaí), udon, pancit, mein… falou em noodle, o havaiano tá dentro! Pois no Lucky Belly, o forte são os ramens – o de cogumelo é um caso a parte de delicioso. A gyoza e o nhoque de shitake também são deliciosos. O preço é meio salgado, mas compensa. Endereço: 50 North Hotel St., Chinatown.

2. Livestock Tavern – Dos mesmos donos do Lucky Belly (fica em frente), mas com uma pegada mais contemporânea e simplificada – entenda-se menos ramen. O destaque do menu é o sanduíche de língua, mas as saladas foram o que me conquistaram – beterrabas com maracujá! O ambiente é modernoso-rústico, cheio de personalidade. Abriu há pouquíssimo tempo, e parece já ser o novato preferido de 9 em cada 10 foodies no Havaí (DataMalla). Endereço: 49 North Hotel St., Chinatown.

1. The Pig and The Lady – Sem nenhuma dúvida o melhor restaurante novo do Havaí – atestado pela lotação sempre cheia. A filosofia dos donos, de promover o “comer em família”, sai dos bancões do salão, onde a conversa é alta e cheia de risadas, e transcende  para os pratos. É comida com amor de mãe, cheia de bons temperos e que te faz um cafuné no coração. O prato mais especial é o Primal Offering, para ser comido por 8 pessoas (é literalmente uma cabeça de porco), e que requer 12 hrs de cozimento – precisa avisar com antecedência de um dia que você vai pedi-lo. Mas você pode na realidade pedir qualquer coisa do menu, que é tudo uma delícia. A culinária tem influência do sudeste asiático, de onde são os donos. O chef é uma das grandes revelações recentes do Havaí. O mais legal é que, além deles terem um serviço de catering de festa, eles ainda mantém barraquinhas nas feiras – procure nos Farmer’s Markets mais badalados a barraquinha com a maior fila, e provavelmente será o The Pig and The Lady, versão comida de rua. Se você tiver que escolher um único restaurante dessa lista, escolha este. Endereço: 83 North King St., Chinatown.

Deu fome, né?

Tudo de bom sempre.

Loco-moco
Loco moco, criação havaiana. Haja dieta… 😀

P.S.: Escrevendo este post, me toquei que minha lista de top 10 restaurantes de Honolulu fora de Waikiki tá precisando de uma renovada… num futuro próximo. 🙂

  • allanrpj

    Cidade cosmopolita, não?
    Ei, você esqueceu de citar o Poppie’s Fish & Chips!
    … Ops!
    Não, o Poppie’s fica em Londres. Se abrirem um por aí, me avise. Será mais um motivo para ir visitar vocês.

    🙂

    • Contactando o Poppie’s Fish & Chips para abrirem uma filial aqui em 3…2…1… 😀