Ontem, dia 23 de maio, foi o dia mundial da tartaruga. A data, obviamente inventada por uma razão educativa-conservacionista, tenta alertar para a espécie, sua proteção, importância pro ambiente, etc., existe desde 2000, e já foi comentada anteriormente aqui no blog. Nesse post antigo, falei do comportamento de descansar na praia (basking), tão típico das tartarugas verdes do Havaí.

Mas tem um outro comportamento tartarugal que a gente vê aqui no Havaí que me deixa fascinada. Na baía de Kaneohe, do lado leste da ilha, as tartarugas verdes costumam “escavar” o recife de coral para fazer algo como uma toquinha para dormir/descansar.

É comum fazermos snorkel em certas áreas da baía e encontrar algumas delas descansando/dormindo nessas tocas. E já vi o processo de “escavação” também, quando a tartaruga fica quebrando o coral com o bico.

Incrível, não?

E ontem, coincidentemente dia importante para as tartarugas, aproveitei a visita da queridíssima Sut-Mie ao Havaí para ir com ela e sua família a Lanikai Beach, uma praia também do lado leste da ilha – e das mais lindas daqui. O tempo estava incerto, mas ainda bem que insistimos em ficar, porque logo começaram a aparecer tartarugas verdes no rasinho da praia. Elas estavam se alimentando das algas que crescem nos diversos rochedos e pequenos cabeços de coral que existem em Lanikai, e pareciam não dar a mínima bola pra nossa animação ao vê-las – continuavam tranquilas comendo.

Claro, as pimpolhas fofíssimas da Sut-Mie ficaram super-empolgadas quando viram as tartarugas tão de perto na água. E pulavam, e batiam na água, e sorriam, e davam risada. E a Sut-Mie registrou o momento de empolgação com sua câmera, exatamente quando estava me esforçando para explicar para as duas a diferença de tartaruga terrestre para tartaruga marinha – e a menor só falava: “tortuga!” Uma fofice sem limites!

Eu amei a foto, a descontração do momento, e a possiblidade de interagir com as pimpolhas famosas da blogosfera perto de um animal “selvagem” em seu habitat natural, o mar. E acho que elas também curtiram… Quem sabe não é a sementinha de pelo menos uma nova bióloga no futuro? 😉

Tudo de tartaruga sempre.

  • Fabyo Tafarelo

    Oi Lucia!! Como sempre dou uma passada no seu blog pra ler as ultimas noticias! hehe Quando fomos para Maui, fizemos snorkeling em Molokini, e velejando de volta paramos em uma área onde tinham essas “cavernas” com tartarugas descansando. Nessa área cheia de corais enormes, só consegui ver uma tartaturga, e que que também era gigantesca. Ela estava fazendo exatamente o que voce disse, quebrando o coral com o bico. Mas como apareceram diversas pessoas ao redor para ver, ela acabou entrando no buraco novamente. Ah, e de vez em quando passa lá no canelando pra visita-nos! hehehe Foi com seus posts no blog que ajudaram a dar idéia de compartilhar e criar o canelando! Até mais! 🙂

    • Grande Fabyo! Ótimo que vc passou por aqui, porque preciso mesmo adicionar seu blog lá na lista que tenho na page do Hawaii, com os posts mais bacanas do pessoal! Valeu a lembrança! 🙂

  • Pingback: Sexta Sub: por que eu amo Honolulu - Uma Malla Pelo Mundo()

  • Pingback: O Havaí do Globo Repórter - Uma Malla Pelo Mundo()