Num sábado do ano passado, decidi fazer algo “diferente”, e tirei o dia pra encarar o passeio de submarino em Waikiki.

É um passeio popular principalmente entre famílias com crianças, que têm a oportunidade de ver o fundo do mar de uma maneira até então inédita para elas. É uma descoberta, e a gente vê o fascínio desse admirável mundo novo no rostinho dos pequenos, uma emoção.

Sinceramente, eu não fui tão entusiasmada assim em ver o fundo do mar ali. Afinal, preferia mergulhar com um cilindro nas costas. Mas ainda assim, eu estava curiosa pelo submarino, já que uma das minhas frustrações infantis foi não ter entrado num submarino quando tive a oportunidade, aos 4 anos de idade (uma longa história, papo pra um post de boteco). Então resgatei essa frustração lááá do fundo e fui atrás de saná-la na medida possível.

O barco do tour sai do píer em frente ao Hilton Hawaiian Village Resort, em Waikiki. A operação é “padrão turismo no Havaí”, nada que se ressalte. Uma vez no barco, você é levado a uns 600m da praia,  no meio do mar de Waikiki, onde o submarino está “estacionado” esperando. Você embarca no submarino via uma ponte entre o barco e o submarino, super-fácil. A vista do passeio de barco até ali é linda: toda a orla cheia de hotéis contornada pelo vulcão Diamond Head, que aos poucos vai ganhando outras perspectivas à medida que nos aproximamos dele.


Diamond Head visto do barco em Waikiki.

Dentro do submarino, duas fileiras de cadeiras e muitas escotilhas. 48 pessoas sentadas e uma luz azulada pra dar o clima. Quando o submarino fecha, começa a descida – e vi no rosto de alguns adultos uma certa angústia. Para as crianças, tudo era novidade e elas pareciam extremamente animadas.

O submarino vai até 30 metros de profundidade, e o roteiro leva cerca de 50 minutos embaixo d’água – é quase o tempo de um mergulho mesmo, mas à seco. Um guia fica falando no microfone curiosidades e historinhas sobre a vida marinha, o Havaí e afins.

O submarino trafega por recifes de coral naturais (bem detonados, por sinal) e por 3 recifes artificiais, todos afundados propositalmente para a operação de submarino: uma armadilha de pesca enorme; um navio, o YO-257, um petroleiro da Marinha americana ; e um pequeno avião. O YO-257 e o avião são points de mergulho autônomo, então há a possibilidade de você estar no submarino e ver alguém “do lado de fora”, dando tchau pra você. 😀
Descendo…

O submarino passa relativamente devagar perto desses naufrágios, para que as pessoas possam observar tudo direitinho. Há bastante peixe, e vimos uma tartaruga-verde nadando tranquilamente no YO-257. Eu vi 3 tubarões, todos escondidos nas ferragens/buracos do recife – e eu gritava: “Look at the shark!” e ninguém via, porque eram animais pequenos que só o olho treinado a procurar nos lugares mais inusitados consegue achar. Devem ter me achado #alokadotubarão.

As crianças amam, dão sorrisos escancarados, os olhos brilhantes a cada peixe que passa perto da janelinha, e se encantam com as cores azuladas/marronzadas típicas do fundo. É um mundo muito diferente da realidade em terra, então imagino que isso atice na imaginação delas altas viagens na maionese legais.

Adultos curiosos que não mergulham e/ou que têm medo de nadar no mar (e não são claustrofóbicos) podem também curtir a oportunidade de ver o fundo do oceano de perto. Acho que o passeio é muito válido nesses casos, e se você tem criança, um must-do, já que boa parte das belezas do Hawaii está debaixo d’água e essa é a chance de ver confortavelmente. Também a oportunidade de ver a geografia da praia de Waikiki no fundo é válida.

Mas pra quem mergulha de cilindro ou faz bastante snorkel… é uma perda de tempo e grana. Confesso que saí do submarino me mordendo mais ainda por não poder ficar naqueles naufrágios o quanto eu quisesse, mergulhando de verdade. Enfim, um tour light, que valeu para mim mais pelo passeio de barco na orla. Ou seja. 😛

Tudo de Havaí sempre.

*************************

– Este passeio depende enormemente da visibilidade da água. Sugiro não encarar se nos dias anteriores choveu muito (mas é muito mesmo!). Embora em geral, a visibilidade ali seja boa.

– Crianças menores de 90 cm não podem fazer o passeio no submarino.

  • Carmem Almeida

    Rá! Essa seria a única maneira da medrosa aqui ver um pouco do fundo do mar. Vou anotar no meu caderninho!

    • luciamalla

      Olha, vale a pena, viu… É rápido e indolor. E lindo. 🙂

  • Patrícia Vinhoza

    Olá Lucia! Estamos indo pro Havaí em abril e gostaríamos de saber se você tem alguma dica de hotel em Hilo e em Hanalei, Kauai. Estamos planejando toda a viagem a partir do seu blog! Está sendo de extrema utilidade!!! haha Obrigada, Amanda e Patrícia Vinhoza.

    • luciamalla

      Em Hilo, o Castle Hilo Hawaiian Hotel e o Naniloa Volcanoes Resort são na Banyan Drive, onde eu particularmente gosto de ficar, próximos ao centro, mas não colado. Não são super-luxo, mas quebram um bom galho. Nunca fiquei em Hanalei, sempre em outras áreas do Kauai, mas uço falar boas coisas do Hale Kiapa, um bed & breakfast pequeno mas aparentemente aconchegante. Aloha!

    • Patricia Vinhoza

      Obrigada! O Hale Kiapa já está lotado. Minha filha de 20 anos quer ficar em Hanalei, por causa dos surfistas… Onde vc costuma ficar em Kauai? Vamos ficar 4 noites. Aloha! Bjs.

      • luciamalla

        Patricia, eu costumo ficar em Kapa’a, que é do outro lado da ilha, oposto à Hanalei. Gosto bastante.

  • Patricia

    Ola Lucia, estou programando com meu noivo nossa lua-de-mel no hawaii e estou adorando suas dicas. Voce sabe informar qual o valor desse passeio no submarino?

    • Olá Patricia, o passeio mais barato custa US$105.00 por pessoa, se você comprar online. Crianças pagam US$35.00. Aloha!