Numa manhã em Poindimié, pegamos cedo o barco do Martin (da Tieti Diving, única operadora de mergulho da região) até o Îlot de Tibarama, que fica pertíssimo da costa. Essa ilhota é ideal para snorkel, e passamos a manhã inteira dentro d’água.

Îlot Tibarama

Donzelinha-da-barra-preta (Plectroglyphidodon dickii).

Depois de muito mergulho, fizemos uma caminhada ao redor da ilha toda em menos de meia hora. Tibarama também é ponto de desova de tartarugas-de-pente (Eretmochelys imbricata). Um grupo de adolescentes acampava num canto do “îlot”.

Filefish (Oxymonacanthus longirostris).

A fauna sub é bastante parecida com o resto do Pacífico: corais biodiversos, peixes os mais coloridos possíveis. Como a Nova Caledônia está no Pacífico Sul, uma das áreas mais biodiversas do planeta embaixo d’água, não é novidade que o snorkel ali seja fenomenal. Eu amei e quero voltar um dia: as fotos deste post explicitam por quê. 🙂

Peixe ídolo-mourisco (Zanclus cornutus).

Tudo de sub sempre.

  • Vou já reservar minha vaga num curso de mergulho.
    🙂

  • Allan, reserve mesmo. Quando formos à Itália, queremos mergulhar no Cinque Terre – e precisamos de companhia para tal. 🙂

  • Nossa, Lucia!
    Que lugar incrível!
    Me apaixonei!
    Lindas fotos!
    Bjs

  • Obrigada, Fabíola! 🙂