Andy Irons

Andy Irons com a bandeira havaiana, comemorando sua vitória no Taiti. (Foto by Getty Images, tirada daqui.)

O Havaí amanheceu chovendo como há muito não acontecia – endurecida coincidência metafórica para um estado que está em lágrimas pela enorme perda sofrida. Andy Irons, maior surfista havaiano da atualidade, foi encontrado morto num hotel em Dallas. Uma tristeza. Mas fica aqui minha póstuma homenagem.

A você, Andy Irons, que levantou a bandeira havaiana inúmeras vezes nos pódios pelas praias do mundo, que foi o único a realmente ameaçar a hegemonia Slater, que foi o melhor surfista havaiano depois do lendário Eddie; a você, Andy, que foi o melhor nas ondas ferozes do North Shore: obrigada por tantos momentos de alegria que trouxe ao seu estado.

E eu fiquei triste também. Sei que não faz sentido ficar triste com a morte de alguém que não conhecia, mas… eu curto muito surfe e Andy Irons é como se fosse um Ronaldinho desse esporte mesmo. E é sempre triste ver uma sumidade desse mundo ir tão cedo. Alguém que a gente curtia ver sorrindo pelas ondas do mundo. Alguém que fomentava tantas iniciativas bacanas pras crianças daqui, que botava o nome do Havaí lá no alto, que valorizava cada gota de água do oceano que desafiava. Uma pena.  

R.I.P. kama’aina Andy Irons, ‘da man in ‘da Pipe (1978-2010).

UPDATE: Uma homenagem bem bacana feita pelo Brian Bielman para Andy. As fotos sub são marvilhosas…


Andy Irons Tribute from Brian Bielmann from M. Scott Mortensen on Vimeo.

  • Escolas de Surf ACES

    🙁

  • Allan

    Peguei onda quando era garoto (e isso tem muito tempo) e acompanhava o mundo do surf com entusiasmo, mas desde que vim morar aqui o contato foi se reduzindo. Confesso que cheguei até Slater e não cheguei a conhecer Andy Irons. Pecado.

  • Allan, Andy era uma lenda aqui enquanto vivo. Agora, virou mito. Uma perda enorme pro estado. 🙁