Cratera Halema'uma'u em vog

Cratera de Halema’uma’u com oferendas de flores para a deusa havaiana dos vulcões em sua borda.

Nessa semana, a cratera de Halema’uma’u, parte do complexo vulcânico do Kilauea, acordou. Não completamente, mas como em estado de letargia matinal, sem explosões, e com muita fumaça. Desde meados de março, o Halema’uma’u vem cuspindo níveis preocupantes de dióxido de enxofre, mas na 4a-feira, finalmente a cratera explodiu (vista em live camera) e muitas rochas fervendo voaram pelos céus. Que espetáculo.

O Kilauea é o vulcão mais ativo do planeta na atualidade; completou em janeiro passado 25 anos de derramamento de lava contínuo, vindo em grande parte da cratera de Pu’u’o’o. Entretanto, a cratera de Halema’uma’u era considerada um pouco mais “adormecida”, e algumas trilhas de trekking mais radicais passavam por lá. Na 3a-feira, os níveis de dióxido de enxofre liberados chegaram a ser tão elevados (2,000 toneladas/dia) que os guardas do parque resolveram evacuar toda a região, já se preparando para o pior. E não deu outra: na 4a feira, algumas explosões pirotécnicas saíram da cratera, colorindo o céu da Big Island – e pondo em risco respiratório grave a população de Hilo, cidade vizinha para onde todo o “vog” (fog de vulcão) intoxicante foi levado pelos ventos que cortavam a região nesses dias. O Parque Nacional dos Vulcões ficou fechado por 2 dias, e só pode reabrir na 5a feira, quando o vog aparentemente melhorara um pouco.

E eu, como fascinada por vulcões que assumidamente sou, gostaria de me teletransportar imediatamente pro Havaí, para ver o circo Halema’uma’u pegar fogo – de máscara, é claro, porque com vog não se brinca. Alguém desenvolve essa tecnologia, por favor? 😀

Tudo de vulcão sempre.

**************

– Halema’uma’u significa “a casa das samambaias” (!?!?) em havaiano. Naquele ambiente inóspito de enxofre e ácido clorídrico, que não tem nem uma plantinha sequer, é difícil acreditar que possa ter havido samambaias para inspirar tal nome. Contexto escondido que só os descendentes de Kamehameha devem entender…

  • Thiago

    Lucia,
    Sou um apaixonado por vulcões, também. Nunca estive perto de um. O máximo a que cheguei foi a caldeira extinta de Poços de Caldas. haha
    Mas acho muito lindo. Um perigo incrivelmente belo.
    =)

  • Marília

    Acho vulcões o máximo!!!!

  • ethel scliar

    Vulcao, para mim, só de longe! Amei Pompeia, mas o Vesúvio estava dormindo bem quietinho! Bom semana. Ethel

  • Thiago, recentemente eu ouvi dizer que aquela caldeira de Poços de Caldas na realidade nunca foi uma caldeira. É um outro tipo de formação geológica, aparentemente pouco ligada a vlcões. Mas eu precisaria verificar melhor essa informação…
    Marília, eu tbm!!! 🙂
    Ethel, eu fui a Pompéia e aaaaa… q lugar maravilhoso! O Vesúvio ali, te dando tchauzinho e lembrando da ameaça constante. Uma maravilha.
    Beijos a todos.

  • Ana vitoria

    OI MEU NOME E ANA VITORIA E NAO GOSTEI DISSO A AGORA QUE LEMBREI QUE SOU MEDONHA E ISSO FOI MUITO RUIM ISSO E PARRA GENTWE CURIOSA COMO MINHA PRIMA
    SABRINA ELA E VISIADA EM DOCÊ…

  • Ana vitoria

    foi bem legal achei isso um massimo eu gosto de emossão e aventura e fui a ponpeie adorei a viagems para luguares diferentes.

  • Ana vitoria

    ana vitoria 8 anos e meio
    ethel nossa so de ver de lonje o vulcão fiquei impresionada de ver um vulcão pela primera vez na vida paresia uma montanha mas estudando descobri que nao era uma montanha era um vulcãotodos ficaram paralizadoscomo estatuas sinzas
    eu estou com do deles eles podiam ter sobrevivido um pouco mais so doque aquilo.

  • Ana vitoria

    ana vitoria e eu aqui em !!!
    Ethel fui a pompeia achei o vulcão mara_
    vilhoso adoro os vulcões eu so os conhesia entre os livros e na internet
    bejocas ana vitoria…